Sobre

Energia Fotovoltaica: o que é isso?

A Energia Solar tem como matéria prima, bom, o Sol. Ela é a energia eletromagnética. E pode ser transformada em térmica ou elétrica. Além de ser aplicada para os mais diversos usos. Suas duas principais formas de aproveitamento são a geração de energia elétrica e o aquecimento solar de água. No caso da energia elétrica, podem ser usados dois sistemas: o heliotérmico, que é quando a irradiação é convertida primeiro em térmica e depois em elétrica; e o fotovoltaico, quando a irradiação é convertida diretamente em energia elétrica.

Como funciona a energia fotovoltaica?

Basicamente assim: as células fotovoltaicas (painéis solares) são produzidas a partir de materiais semicondutores. Assim, quando são expostas à luz solar, parte dos elétrons do material iluminado absorve fótons (que são partículas de energia presentes na luz do sol). Então, os elétrons livres são transportados pelo semicondutor até serem puxados por um campo elétrico. Esse campo é formado pela junção dos materiais. Existe uma diferença de potencial elétrico entre os materiais semicondutores. Dessa forma, os elétrons livres são levados para fora das células de energia solar e podem ser usados como energia elétrica. Essa energia pode ser produzida inclusive em dias nublados ou chuvosos. Mas quanto maior a radiação solar, maior será a quantidade. Se trata de uma tecnologia 100% confiável, comprovada e sustentável. Os sistemas fotovoltaicos conectados à rede elétrica já são usados há mais de 30 anos.


Funcionamento na prática

Para você entender melhor como funciona a conversão de energia solar em energia elétrica, os passos são os seguintes:

1 – A luz solar é captada pelos painéis fotovoltaicos e geram corrente elétrica.

2 – Essa corrente elétrica é enviada para o inversor.

3 – O inversor tem como função adequar essa corrente para o padrão que é consumido no local.

4 – Ela é uma energia limpa, pura, estável e de qualidade. Então, é injetada no quadro de energia e distribuída para todo o local.

5 – A energia gerada que não é consumida (o excesso) é enviada para a concessionária da região. Lá ela será armazenada e ficará como crédito para ser usada quando necessário. Esses créditos são contabilizados por um medidor bidirecional instalado pela distribuidora de energia depois da vistoria.

Ainda ficou com dúvidas? Entre em contato com a gente! Vamos te explicar tudo direitinho!